12.8.17

Resenha: Insensível - Andy Collins



"É cru, selvagem, é real" . Assim é Insensivel o novo romance de Andy Collins. Vem comigo conferir essa resenha.
Andy Collins
Editora: PL 
Onde Comprar: 
Ebook - Amazon
Classificação: 5\5 Romance extremamente HOT 

Sinopse: Arrogante. Playboy. Insensível. O guitarrista da famosa banda Originals ostenta com orgulho qualquer um desses adjetivos. Dono de um corpo invejável e uma voz capaz de aquecer o Alasca, ele tem apenas uma coisa em mente: A única mulher que conseguiu dar aquilo que procurava. Mas, se aproximar dela não será tão fácil como de costume...

Callie Prescot tinha organizado sua vida, e ficar longe de tudo o que lhe fez mal era o seu objetivo, o que incluía o único cara que rompeu suas barreiras. Porém, quando ela se vê diante daqueles olhos azuis, não é só seu coração que dispara.

Ter um relacionamento nunca esteve nos planos de Micah Donovan. Ele não queria se entregar ao amor, até hoje...

RESENHA:
“Seus olhos brilham e eu sorrio. É isso, nosso inferno particular, onde não existe nada de conservador ou romântico. É cru, selvagem, é real.”

Insensível de Andy Collins é apaixonante e viciante do início ao fim, ouso dizer que, o final é destruidor. Digamos apenas que eu xinguei muito no seu inbox, e provavelmente você também vai. Mais vamos ao que interessa resenha de Insensivel. 

Micah Donovan, o playboy insensível mais quente do mundo do rock. O guitarrista da banda The Originals, sempre teve tudo a seus pés, filho de um importante político, era esperado que seguisse a mesma carreira, mas diferente do esperado, quando Micah conhece Gael os planos mudam, a paixão pela música saiu de segundo plano e passou a ser o foco principal. 
O guitarrista da Orginals se apaixonou por Hana (atualmente esposa de Gael) no primeiro volume, mas sempre soube que não teria chance. Uma parte dele sabia que ela não poderia dar a ele o necessário e que Hana era completamente apaixonada por seu melhor amigo e ele jamais faria algo para roubá-la. Micah teve seu coração partido. Ele é um praticante assíduo do BDSM, os olhos azuis de anjo, escondem um dominador intenso e insensível. A única que consegue lidar com ele é Callie.
— Sempre fui seu Dom no quarto, mas você é quem domina a minha vida.

Callie é uma mulher determinada, forte e independente, ela sabe seu lugar na vida dele, sem promessas ou rosas é assim a relação deles, Micah faz o estilo sexo selvagem, algemas e chicotes. Callie se permite dominar entre quatro paredes, mas fora delas, Cal é uma força da natureza. 
— Só duas coisas me dão prazer, Cal. Uma delas é tocar minha guitarra. — Arrasto os dedos pelo seu pescoço e o seguro com a mão, forçando ela a me olhar. — A outra é tocar seu corpo.

Andy Collins tem como costume abordar temas tabus em suas obras e em Insensível, ela fala sobre BDSM, uma prática sexual que ainda é tabu. Mas ele não é o centro do livro. Para as fãs de bsdm temos cenas muito quentes envolvendo ambos. 
De todas as personagens femininas de Andy Collins, acredito que encontrei a minha preferida, Callie Prescot, ela é determinada, independente e aguentou muita merda da vida e alcançou tudo por mérito próprio. 

O romance entre Callie e Micah não é fácil, não é nada fácil, principalmente quando uma das partes tem problemas com demonstração de sentimento, um coração partido por alguém que está sempre próximo e segredos que podem mudar tudo. Antigos sentimentos e novos podem deixar as coisas confusas para eles. 
“Se você não a quer, então é melhor deixá-la viver a vida dela. Callie merece ser feliz, Micah, e se você não é o cara que vai fazer isso, não ferre com as coisas e pare de bancar o babaca, deixe-a voltar para a casa dela.”

Insensível é um livro lindo, sensível e emocionante. Eu fiquei zangada em alguns minutos, mas eu quase chorei em outros. É um livro delicado que exigiu muito tempo de Andy Collins e saibam que valeu a pena, o resultado final está arrebatador. Insensível foi mil vezes melhor que o esperado por mim. 
Estou muito orgulhosa da literatura nacional e de Andy. 
A narrativa do livro está muito boa, Andy está crescendo e desenvolvendo uma narrativa cada vez melhor, alternando entre Micah e Callie conseguimos ver ambos os lados da história, que é mais profunda e intensa do que imaginamos. Com uma narrativa gostosa, rápida e leve, apesar dos temas tabus, Andy conseguiu me deixar surpresa e interessada durante todo o livro. 
Assim como no livro anterior, os companheiros de banda de Micah possuem participação ativa ao longo da história, como sempre Josh foi o responsável pela maior parte das minhas risadas, Braden me deixou ainda mais apaixonada pelo homem que ele é. E Gael está mais apaixonada do que nunca por Hana. Adoro como Andy consegue unir todos os personagens de forma tão real, parece que estamos com amigos. 



Está de ressaca literária e precisa curá-la? Indico Insensível, um livro direto, apaixonante e que será impossível parar até concluir a leitura, eu garanto que ao final estará louco para ler Inesquecível o último livro da Originals.  

Ficou quente ai??? 
Até mais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...