10.7.16

Resenha : FENOMENAL - Andy Collins

 Hey Mentes, hoje tem resenha de Fenomenal, o segundo livro da autora Andy Collins, após sua estreia no mundo da literatura, Andy voltou com algo ainda melhor do que seu primeiro livro, Insano, Gael me desculpe, mas Oliver roubou meu coração, fui a nocaute! 

Leitor convido vocês a ir a cidade do pecado por dez dias e aproveitar ao máximo os dez rounds, se apaixone e vá a nocaute com esse romance fenomenal de Andy Collins. 
Andy Collins 
Independente 
Classificação: 4,5\ 5
Fenomenal: O que você é capaz de fazer quando as suas opções são limitadas? 

Você é capaz de sair da linha? 
É capaz de se tornar tudo aquilo que sempre odiou? 



Bree tinha apenas uma opção, e ela agarrou com unhas e dentes. Ela não era uma desistente. 
Oliver é um jovem lutador de boxe em ascensão, ele quer provar que ainda é digno do cinturão. 


Oliver não é um bom perdedor, e ele não vai querer perder a única mulher que ferrou com toda a sua concentração. 
Ele tem dez rounds. 
Ela tem dez dias
RESENHA:
Fui a nocaute com esse livro! Andy Collins voltou com tudo, após uma estreia brilhante com Insano, vem Fenomenal um livro para abalar as estruturas desta pobre leitora, recebi o arquivo antes do lançamento na Amazon e corri para ler, estava louca de tanta curiosidade, afinal Andy fez uma tortura psicológica com seus leitores, com vários quots de derreter até cubo de gelo.
Senta que lá vem resenha; 


Um romance extremamente quente e envolvente, apesar de curto o livro trás fortes emoções, prepare-se para se apaixonar, ter medo, raiva e tesão na cidade do pecado, Las Vegas. 


A professora de ioga Bree está encrencada, seu ex- namorado possuiu uma divida de drogas no valor de cem mil dolares, ameaçado por Ethan, ela precisa conseguir o dinheiro em um curto prazo, e já que está em Las Vegas só há um jeito de conseguir levantar uma grana tão rápido, vendendo seu próprio corpo e ela não medira esforços para conseguir, mas Bree nunca imaginou encontrar Oliver. 
O impulsivo e meticuloso lutador Oliver, está em Vegas para um torneio de dez dias e dez rounds, para levar o cinturão ele precisa derrubar seu oponentes e administrar um irmão um tanto controlador, Jason é seu braço direito e ao mesmo tempo um pé no saco. 

"Eu conheço uma prostituta quando vejo uma, Jason. Procure-a amanhã e feche o negócio."

O destino cruza os caminhos de Bree e Oliver, pelos próximos dez dias, um acordo nunca foi tão prazeroso. 

"—Você vai me deixar cheia de marcas. 
(...) 
—Eu sou um lutador, Bree, minhas mãos não foram feitas para serem delicadas. Controle o volume dos seus gemidos e eu controlo a minha força."

A autora construiu personagens envolventes e cativantes, Bree é uma mocinha que vai a luta, não espera ser salva pelo príncipe no cavalo branco, certo ou errado ela faz o necessário para conseguir seus objetivos. Já Oliver, não é perfeito, pelo contrario é impulsivo e cheio de defeitos, mas faz tudo pelos que ama. Bree e Olvier são pólvora pura. 
Os personagens secundários vão deixar o leitor ligado na história, e o epílogo me deixou querendo uma continuação, Andy sei que embaixo desse coração peludo, existe muito amor, então escreva uma continuação, por favor.

Um segundo para admirar a capa- risos- uma capa chamativa e envolvente, parabéns a capista, está perfeita, conseguiu captar a essência da escrita de Andy e Oliver ao mesmo tempo, adoro a capa - estou babando por Oliver- risos. 

Ao longo de dez capítulos acompanhar uma história recheada de erotismo e sensualidade, Andy não se limitou nas cenas de sexo, foi ousada, assim como em todo o enredo. 

Fenomenal tem um grande defeito…. É MUITO CURTO! Andy eu quero mais! Uma história de amor, segunda chances e atos impulsivos tudo isso em uma narrativa instigante e viciante, é impossível largá-lo. A narrativa alternada contribui em muito para a leveza da leitura, Andy Collins tem o dom de transformar seus livros em leituras prazerosas e rápidas, não deixando em momento algum cansativa ou enfadonha.
Leia Fenomenal, um romance intenso e visceral, escrito por Andy Collins. 
Dez rounds para se apaixonar por Oliver ou ir a nocaute. 

“Merda, acho que fui nocauteado por um sorriso” - Oliver"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...